quarta-feira, 9 de setembro de 2009

Anotações atrás da Cortina (3)


onde estará Salomé
a dançar os rutilantes véus?
o sorriso branco os cílios azuis
as franjas de ébano
as coxas esguias o ventre arfante
onde estarão?

no palácio ainda ecoam
gemidos e lascívia dos festivos
ainda ecoam no palácio
a sofreguidão de Herodes
e os gritos mudos de João

cadê a súplica dos lábios quentes
da princesa dos desvarios?
que notícias me dão do calabouço
e das câmaras mofadas?
e onde estará aquele
que engoliu o silêncio na hora sexta
antes da festa dos proscritos?

vive ainda Salomé
no contorno das sombras
no pátio rendado de tarântulas
a fitar os olhos ocos de João
na rútila do vento
no escárnio do riso
os gritos mudos de João

e dança... e dança...





2 comentários:

Herbert disse...

Eros e Tanatos em paragens neotestamentárias. E as cortinas disseram amém. Parabéns!

Ailton Rocha disse...

Poeta Herbert Farias,
obrigado pela visita e pela aprovação.