segunda-feira, 10 de dezembro de 2012

Amanhecer nas Serras de Minas


Atendendo a alguns pedidos, posto a pequena imagem 
que aparece no canto direito da página, desde o início deste blog. 
Para ampliá-la um pouco mais é só clicar sobre ela.
 

A Paisagem de Minha Janela

Chega um tempo em que o andarilho
descalça as botinas e medita:

É muito bom viajar em peregrinação
pelas belezas do mundo.
ó castelos, catedrais e capelinhas!
ó planícies verdes, ó lagos ao luar, 
ó picos brancos na distância azul!
Como são belos!

Melhor ainda é ter uma choupana para voltar.
Mais do que as vastas riquezas alheias
vale a minha janela, por onde avisto
as paisagens pátrias.
Há momentos, e não são poucos,
que a alma inteira cabe
em um minúsculo retângulo diante dos olhos.

Quando cessa a sede de horizontes,
como é bom ter uma varanda para sonhar
e um pequeno jardim para plantar!


4 comentários:

Ana Coeli Ribeiro disse...

"Uma varanda para sonhar e um jardim para plantar..." Lindo, lindo por demais.
Luz
Ana

Suzane Lima disse...

Há momentos que alma inteira cabe num minúsculo retângulo diante dos olhos...
De fato, lindo o poema. Virou um dos meus preferidos.
Um abração!!!!

Ailton Rocha disse...

Obrigado! Ana e Suzane. A participação de vocês é importante.

Bruna disse...

Obrigada por ter postado a foto, Ailton... Belíssima...