domingo, 20 de janeiro de 2013

Não Há Fim




Como podemos notar, o mundo não chegou ao fim, pois não existe fim. Eis o que temos: metamorfoses e transmutações, em condições infinitas. 

Sim, um dia, daqui alguns bilhões de anos, o sol vai esfriar, e vai apagar a sua luz, e todos os planetas deste sistema serão esferas de gelo ou pó cósmico de nebulosa. Isso é evidente e inevitável.

Mas não nos preocupemos com as modificações naturais. Até isso acontecer, todos nós, os que habitamos este lugar, já estaremos há muito tempo em distantes galáxias prosseguindo a nossa evolução. Recorde: não somos apenas poeira de estrelas, somos muito mais: somos almas imortais. Diante disso, não existe fim. Mudamos apenas a localização de nosso Lar.

Hoje temos a Terra, esta boa mãe que na forma física nos acolhe, e que merece a nossa mais profunda gratidão. E qual a maneira mais sábia de demonstrar esse respeito à Mãe Natureza, aqui e agora, senão cuidando bem de nossos irmãos do ar, da terra e da água? Todos dependem de todos, tudo está interligado a tudo. Ignorar essa verdade é antecipar as nossas metamorfoses, antes do momento certo.  



Credit Image: NASA astronaut photograph - ISS022-E-6674

2 comentários:

Anônimo disse...

Acabei de adicionar sua página aos meus favoritos. Eu gosto de ler seus posts. Obrigado!

Ailton Rocha disse...

Obrigado! Seja bem-vindo!